emergências veterinárias

O que se fazer em casos de emergências veterinárias

Ninguém escolhe como e quando um animal de estimação vai adoecer, não é mesmo? Emergências veterinárias podem acontecer quando o responsável por um animal de estimação menos espera, por isso o ideal é levar o bichinho em consultas regulares em uma clínica veterinária de confiança, para mantê-lo o mais longe possível de doenças. Mas, se mesmo tomando todas precauções possíveis o pet venha a apresentar sintomas diferentes do normal é necessário leva-lo as pressas para ser atendimento por um especialista.Uma clínica veterinária precisa estar preparada com:

  • Serviço de atendimento médico veterinário 24 horas;
  • Equipe veterinária capacitada em diferentes especialidades;
  • Bons equipamentos médicos;
  • Boa estrutura em suas instalações.

Por mais que seja uma situação difícil é necessário tentar entender o que são essas emergências veterinárias e qual será o passo a passo para colaborar com a melhora e tratamento do seu bicho.

Qual o primeiro passo em casos de emergências veterinárias?

O pronto atendimento é o primeiro passo em caso de emergência com o animal, por isso é necessário que as clínicas contem com uma unidade de internação bem equipada com bombas de infusão, oxigênio e ar comprimido. No atendimento os animais são examinados pelo médico veterinário que devem realizar os primeiros procedimentos básicos como observar os sinais vitais e sintomas, caso seja necessário o especialista solicita a internação do pet e solicita os demais exames laboratoriais como raio x, ultrassonografia, exame de sangue ou demais exames necessários.Em casos de emergências veterinárias em que a internação seja solicitada, o animal será identificado com o tipo de enfermidade, espécie e seu porte, assim como será acomodado em uma baia individual. Exames como ultrassonografia, radiologia e eletrocardiograma podem ser solicitados e devem ser realizados dentro da própria clínica para auxiliar em um diagnóstico mais preciso.Para as emergências veterinárias críticas que necessitem da Unidade de Terapia Intensiva Veterinária, a acomodação deve funcionar 24 horas por dia. Utilizada para o tratamento dos animais em estado mais crítico e alta complexabilidade, uma equipe especializada se reveza no atendimento integral do pet.A estrutura da UTI veterinária deve contar com a monitoração contínua de pulso, capnografia, pressão arterial invasiva e não invasiva, eletrocardiografia entre outros além do suporte respiratório caso necessário. Esse é o local que acolhe as emergências veterinária dos animais em estados mais críticos e que só são liberados decorrente a melhora do quadro de saúde comprovada do animal, onde ele não corra mais riscos de vida.

O que fazer durante a recuperação do animal?

Após as emergências veterinárias, o especialista deve libera o animal quando apresentar um quadro de sua evolução clínica, sendo avaliado pelo veterinário responsável para analisar se o pet pode ou não receber alta. Exames finais devem ser realizados para um diagnóstico final mais preciso, podendo ainda necessitar de prescrição de medicamentos e orientações para os cuidados em casa, podendo assim enfim voltar para casa e buscar uma recuperação total próximo as pessoas que ama após os acontecimentos difíceis que superou.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Pet Care atende emergências veterinárias: